SINAIS VITAIS 121

 

DOWNLOAD DA REVISTA 

SUMÁRIO

  • Aconselhamento Genético na Prática de Enfermagem
  • O Milagre da vida
  • Partos no Domicílio: Contributo do Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia
  • Cuidados de Enfermagem ao recém-nascido
  • Do Crescer ao viver: Promoção do Bem-Estar e Adoção de Estilos de Vida Saudáveis Uma experiência de boas práticas
  • O cuidar na Idade Adulta/na vida ativa
  • Qualidade de vida na aposentação - Que desafios?
  • O princípio do fim de vida...
  • A investigação em enfermagem no contexto português
  • Ao ritmo dos afectos

 

EDITORIAL

A edição desta revista centra-se em torno do Congresso “Promoção da Saúde no ciclo vital: contributos dos enfermeiros no processo do nascer ao morrer” que teve lugar no Porto nos dias 15 e 16 de Outubro de 2015; nesta pode encontrar-se a compilação de algumas das conferências proferidas para que o leitor possa ter uma visão global do que nele se tratou.
Enquanto enfermeiros, a finalidade major deste evento prendeu-se com a necessidade de valorizar o nosso papel como agentes ativos no desenvolvimento do ciclo vital, pois é consensual que a forma como se nasce, o modo como se cresce e até como se vive o dia-a-dia, tem repercussões na maneira como se encaram os diferentes processos de transição que ocorrem ao longo do ciclo vital. A conjugação dos diferentes papéis que desempenhamos ao longo do ciclo de vida trás para debate algumas questões que devem ser (re) pensadas para que cada um seja capaz de agir melhor, sentir e pensar sobre si e os outros de um modo profissional responsável e critico.
Estruturado sob a forma de painéis, abordámos durante dois dias o processo do nascer ao morrer de forma a enaltecer cada fase de vida: abrimos o grande debate com “O Milagre da vida”, fomos crescendo na “ A aventura do crescer”, passámos “Do crescer ao viver” para perceber o estado da “A arte do cuidar no ciclo vital e seu impacto na saúde familiar” sabendo que há que preparar “O princípio do fim de vida…”. Porque preocupados com a investigação em Portugal, procurámos “Saber, investigar e agir – contributo dos enfermeiros para a otimização do processo de viver” abrindo ainda espaço para se tecerem considerações no âmbito do “Plano Nacional de Saúde 2012 – 2016: Eixo estratégico- políticas para a promoção da saúde”.
A procura pela excelência no cuidar, conseguida através das conferências proferidas que, por serem em si mesmas de excelente qualidade, possibilitaram construir um juízo crítico sobre matérias que são transversais a todos os profissionais de saúde. É possível afirmar que este congresso constituiu-se como uma mais-valia para que possamos ser capazes de melhorar a qualidade de vida, perspetivando e modificando algumas atitudes na forma de lidar com a vida pessoal, quer em termos da saúde familiar quer da saúde das pessoas que nos rodeiam e de quem cuidamos. Nas palavras de Pedro Melo este congresso revelou de uma forma exímia a articulação sistémica dos processos de decisão multidisciplinar, face à abordagem da complexidade dos fenómenos associados ao ciclo de vida tornando-se uma experiência deveras enriquecedora para todos os participantes e um contributo para a melhoria contínua da qualidade dos cuidados prestados ao longo do ciclo vital dos indivíduos e famílias no Sistema Nacional de Saúde.
É neste contexto que se julga que a compilação dos artigos científicos trará reais contributos ao leitor abrindo espaço à reflexão em torno da construção do saber partilhado neste evento. Terminamos com um pequeno apontamento refletido por uma das nossas conferencistas, fruto do que tem sido o seu trabalho na área educacional imbuído da vivência neste Congresso no campo dos afetos.

 

Aldina Maria Ferreira S. Pereira,
Enfermeira
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.


Cecília do Rosário Martins dos Santos
Enfermeira
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.